Modelo conta detalhes da sua vida em livro que sairá em agosto (Divulgação)

Na biografia “Morri para Viver”, programada para ser lançada em agosto, Andressa Urach, 27, vai revelar alguns detalhes sombrios da sua trajetória de vida.

De acordo com o portal “UOL", a modelo contou no livro que era conhecida no passado pelo nome de guerra “Ímola”, além de garantir ter sido uma das prostitutas mais bem pagas do Brasil, atuando principalmente no Rio Grande do Sul, estado em que nasceu.

No material que sairá com 1 milhão de exemplares de tiragem e foi escrito pelo vice-presidente de jornalismo da Record, Douglas Tavolaro, 38, a loira abordou temas como a sua obsessão por fama e dinheiro, cirurgias plásticas, drogas e até o envolvimento com magia negra. Ela também contou como foi conviver com um pedófilo durante a sua infância.

Resultado de imagem para Andressa Urach

Andressa se converteu para a religião evangélica após passar meses entre a vida e a morte em um hospital por conta de uma infecção provocada pelo uso de hidrogel nas pernas. Após se recuperar, a modelo decidiu abandonar a sua postura extravagante e adotar uma conduta mais comportada, além de começar a frequentar os cultos da Igreja Universal do Reino de Deus.